Vacinação contra a gripe inclui professores e crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade; confira


A Campanha de Vacinação contra Influenza continua e as equipes seguem mobilizadas para a imunização do público-alvo, em Alagoinhas. Além dos pontos fixos de aplicação da vacina em unidades de saúde da zona urbana e da zona rural, a Prefeitura mantém o Drive Thru, na Estação de Transporte Alternativo, das 8h às 12h, de segunda a sexta-feira.

Nesta fase da campanha, professores da rede pública e privada, além de crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, também estão contemplados. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, embora a vacina não seja eficaz contra a COVID-19, a imunização reduz a mortalidade e resguarda as pessoas mais vulneráveis.

Foto: Roberto Fonseca

As pessoas que perderam a 1ª e a 2ª etapa da campanha, mas também se encaixam nos critérios estabelecidos pelo Programa de Imunização do Ministério da Saúde, têm direito à vacina e ainda podem se imunizar. Basta apresentar identidade, caderneta de vacina (quem tiver) e carteira profissional de trabalho. Em Alagoinhas, a previsão é que mais de 41 mil pessoas sejam imunizadas até o fim da campanha, no dia 5 de junho.

Confira os pontos de vacinação:
📍Drive Thru – Estação de Transbordo – Das 8h às 12h

ZONA URBANA – Das 8h às 16h
📍USF Nova Esperança
📍USF Praça Kennedy
📍USF Nossa Senhora de Fatima
📍USF Flávio Cavalcante
📍USF Lírio dos Vales
📍USF Nova Brasília
📍USF Urbis 3
📍USF São José Operário
📍USF Santo Antônio
📍USF Zona rural (atrás do Santíssimo)

ZONA RURAL – Das 8h às 15h
📍USF Riacho da Guia
📍USF Sauípe/ Disai
📍USF Estevão
📍USF Portões
📍USF Boa união
📍USF Miguel Velho

Até 22 de maio, vacinação também: 📍USF São Cristóvão / 📍USF 21 de Setembro

Para quais públicos a vacinação também está aberta, além de professores e crianças de 6 meses a menores de 6 anos?
– Gestantes;
– Puérperas;
– Adultos de 55 a 59 anos;
– Portadores de doenças crônicas não-transmissíveis e condições clínicas especiais (mediante apresentação de relatório médico);
– Funcionários do sistema prisional;
– População privada de liberdade;
– Jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas;
– Trabalhadores das forças de segurança e salvamento;
– Caminhoneiros;
– Idosos;
– Profissionais de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *