Prefeito Zito Barbosa visita a usina de triagem e compostagem de resíduos sólidos urbano no Paraná


O sistema de triagem e compostagem de resíduos sólidos da cidade de Colorado no Paraná, é referência em todo Brasil. Na usina, a destinação correta dos resíduos sólido urbano e o funcionamento de unidades mecanizadas permitem que o resíduo urbano doméstico, seja separado conforme sua classificação.

E foi com o objetivo de conhecer esse projeto piloto da Unidade de Triagem Mecanizada de Resíduos Sólidos Urbano, que o Prefeito Zito Barbosa acompanhado do secretário municipal de meio ambiente e turismo, Demósthenes Júnior, do subsecretário de infraestrutura, Enock de Souza e o do procurador geral do município, Tulio Viana, visitou na última quinta-feira (28), o município de Colorado.

A comitiva foi recebida pelo prefeito Marcos Mello, que em conversa sobre o projeto, explicou que a sua implementação foi fundamental para atender a Lei nº 12.305/10, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Todo processo de funcionamento realizado na Unidade de Triagem Mecanizada de Resíduos Sólidos Urbano, está baseado em princípios físicos como magnetismo, densidade, peso, força, deslocamento e tem a capacidade de processar até 100 toneladas de resíduos por dia. A separação dos resíduos consiste basicamente em três etapas, e primeiramente acontece o isolamento dos resíduos recicláveis, posteriormente é feita a geração de matéria prima orgânica para composição de produtos, e por fim, triturados e secados os rejeitos, de forma que possam ser destinados à produção de paver (pavimento intertravado) e blocos.

Satisfeito com o modelo adotado em Colorado, o prefeito Zito Barbosa disse que o projeto além de atender a Política Nacional de Resíduos Sólidos, também apresenta um novo modelo de gestão para os problemas ambientais, sociais e econômicos decorrente do manejo inadequado do resíduo sólido urbano.

“Esse é um modelo de gestão de resíduo sólido eficiente, pois atende a Lei n° 12.305/2010, como também faz o tratamento imediato do resíduo recolhido, erradicação do lixão e aterro. Elimina também substancialmente os gases provenientes dos resíduos, e possibilita a geração de matéria prima, promovendo a inclusão social de catadores com a geração de emprego e renda, o que desperta o nosso interesse”, disse o prefeito Zito Barbosa.

 

Fonte: barreiras.ba