Censo Socioeconômico Rural de Alagoinhas começa na quinta-feira (13) em Cangula


O que é produzido pela Agricultura Familiar no município? Quantos membros de uma família trabalham na roça? O que é cultivado em cada região? Quantos sacos de farinha são produzidos por semana? Essas são algumas das questões que serão respondidas com o inédito Censo Socioeconômico Rural de Alagoinhas, promovido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Agricultura (SEMAG).

A iniciativa pioneira começa a ser executada, oficialmente, na quinta-feira, 13 de janeiro, a partir das 8h, na Associação de Cangula. Na ocasião, equipes da SEMAG aplicarão questionários aos agricultores e agricultoras, a fim de recolher dados que servirão para o planejamento de políticas públicas na área da Agricultura.

Uma vez concluída a pesquisa em Cangula, as equipes seguirão para Oiteiro, depois Boa União, Cachoeira, Periperi e demais localidades, até finalizar o censo em todas as 64 Comunidades Rurais de Alagoinhas.

Divulgação SEMAG

“É a primeira vez que uma gestão municipal executa uma pesquisa dessa grandeza, na área da Agricultura, o que será de extrema importância para realizarmos as ações necessárias para alavancarmos a produção e garantirmos que o setor agrícola do município seja cada vez mais punjante”, declarou o prefeito Joaquim Neto.

Os dados coletados no Censo Socioeconômico Rural servirão de base para a construção do Plano Municipal para a Agricultura Familiar de Alagoinhas, com uma projeção do setor para os próximos anos.