Alagoinhas dá início aos festejos juninos e Prefeitura leva usuários do CAPS para o Trem do Forró


Foi dada a largada e os festejos juninos de Alagoinhas começaram logo cedo, nesta quarta-feira (12), quando o tradicional “Trem do Forró” abriu os vagões, na estação São Francisco, e convidou moradores e visitantes para o arrasta pé ao som de sanfoneiros locais.

Pra quem esteve na Fundação Iraci Gama (FIGAM), de onde são dadas as partidas, o clima foi de agito total. No período da manhã, quem comandou as viagens do dia foram os usuários do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS III), convidados para o festejo sobre os trilhos.

Foto: Kekeu/SECOM

Em uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU), em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (SECET) e com a Secretaria Municipal de Educação (SEDUC), a Prefeitura levou cerca de 50 usuários do CAPS III para inaugurar os festejos juninos em Alagoinhas.

O resultado não poderia ter sido diferente: muito forró, animação e alegria na viagem programada.

Foto: Kekeu/SECOM

“Foi tudo bem articulado e os usuários adoraram. Desde que a gente lançou a proposta de que viríamos em um dia específico, eles abraçaram a ideia e tivemos uma adesão de quase 100% deles. É muito importante porque é um momento de inclusão. E chama a atenção para o tratar fora da unidade, que é o que a gente sempre busca, essa inclusão social, essa reinserção deles na sociedade. É quando a gente vê que cuidar não é só dar medicação, não é só estar dentro da unidade, porque a gente consegue cuidar fora dos muros do CAPS. A gente vê como eles se sentem valorizados. É muito bacana poder estar aqui vivendo isso com eles”, afirmou a coordenadora do CAPS, Valeska Oliveira.

Foto: Divulgação/SESAU

Para Raimunda Ferreira da Silva, que foi pela 1ª vez ao Trem do Forró, com o grupo do CAPS, a experiência foi positiva. “Estou ansiosa, alegre, tentando ligar para minha filha pra dizer que estou no meio do trem, na estação, mas não consigo falar com ela porque ela está no colégio. Mas acho que eu andando pela 1ª vez, não vou parar de andar mais nunca. Sou dançarina do CAPS, sapato de ouro. Tá maravilhoso, estou tirando fotos com todo mundo”, relatou.

Com Marizélia de Souza Santos não foi diferente. “Estou adorando. Eu já nasci cantando, desde o ventre de minha mãe. Estou muito animada”, pontuou.

O percurso, com saída da FIGAM, dura cerca de 40 minutos e qualquer pessoa pode participar. Para o acesso ao vagão, o valor é simbólico: 1 lata de leite ou 1 pacote de fraldas geriátricas, que serão doados a instituições de caridade do município.

Nesta quarta-feira, além dos usuários do CAPS III, alunos da rede municipal de ensino também participaram da iniciativa. O prefeito Joaquim Neto, que não perde os festejos tradicionais, esteve no local e aproveitou as viagens inaugurais para arriscar o arrasta pé com a esposa, Carla Reis. O gestor salientou que, no embalo do trem, o clima deve ser mesmo de animação e inclusão em todos os sentidos.

Foto: Kekeu/SECOM

Foto: Kekeu/SECOM

A Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (SECET) informou que, a cada embarque, são esperadas cerca de 100 pessoas para o Trem do Forró. A programação segue até o dia 16 de junho e a previsão, segundo a secretaria, é de que sejam realizadas pelo menos 22 viagens como parte da grade.

Foto: Kekeu/SECOM

Os festejos de São João, entretanto, não se encerram quando o trem finaliza a rota prevista, pelo contrário; mais de 50 mil pessoas são esperadas para a festa da cidade, que totaliza, em 2019, 10 dias de programação entre trem, Vila de Santo Antônio e circuito oficial na Avenida Joseph Wagner, nos dias 22 e 23 de junho.